Jornal Cruzeiro do Sul


29/07/14 | Sorocaba SP

Materia

  • Imprimir
  • Enviar
| EDITORIAL

Acidentes de moto

Moto é sinônimo de leveza, agilidade e flexibilidade, e são poucos os condutores que não aproveitam essas características para ganhar tempo no trânsito

Chegou em boa hora a campanha Moto Legal, lançada na última sexta-feira (18) pela rádio Cruzeiro FM (92,3 MHz) e jornal Cruzeiro do Sul, com apoio da Prefeitura de Sorocaba e Urbes Trânsito e Transporte, destinada a prevenir contra os acidentes envolvendo motocicletas pela via do alerta e da conscientização. Nos mesmos moldes da campanha Motorista Legal, que já vem sendo realizada com boa aceitação na cidade, a campanha Moto Legal prevê a distribuição de kits em pontos estratégicos do trânsito, contendo mochila modelo bag, chaveiro, adesivo e folder com dicas de pilotagem defensiva.

Acidentes de moto como o que tirou a vida dos jovens Juliano Nogueira da Costa, de 25 anos, e Luana J. P., de 14, num cruzamento do bairro São Manoel, em Salto de Pirapora, na última terça-feira ("Namorados morrem esmagados em acidente entre moto e carreta", 23/2, pág. A4), já se tornaram rotineiros nas estradas e cidades do Brasil. O número de quedas e colisões envolvendo motocicletas cresceu 1.000% no país entre os anos 2000 e 2010. De acordo com o Instituto Brasileiro de Segurança no Trânsito, essas ocorrências respondem pela morte de dez mil pessoas e ferimentos em quinhentas mil, a cada ano.

Mesmo quando não levam a óbito, os acidentes mais graves desamparam famílias e tiram pessoas jovens do mercado de trabalho, para jogá-las em camas de hospital ou nas filas dos serviços de reabilitação. Reportagem publicada em agosto de 2010 por este jornal apontou que acidentes com motos representam 85% de todas as cirurgias ortopédicas realizadas no Conjunto Hospitalar de Sorocaba ("Tragédias sobre duas rodas - Acidentes com moto elevam número de cirurgias no CHS", 12/8/2010, pág. A6). Os gastos do Ministério da Saúde com motociclistas e garupeiros acidentados representam R$ 8 bilhões anuais, de um total de R$ 28 bilhões destinados aos acidentes de trânsito em geral.

Não se pode culpar o motociclista por tudo de ruim que acontece no trânsito. Muitas vezes os acidentes são provocados pelas condições das vias, como buracos e óleo na pista, ou por erros de motoristas que fecham a frente das motos ou avançam sobre elas sem grandes cuidados. A maior parte dos desastres, entretanto, poderia ser evitada se os pilotos adotassem uma atitude defensiva, como preconiza a campanha Moto Legal, o que, infelizmente, não é a regra.

Moto é sinônimo de leveza, agilidade e flexibilidade, e são poucos os condutores que não aproveitam essas características para ganhar tempo no trânsito, correndo além da conta, mudando de faixa ou "costurando" entre veículos parados. Nos últimos anos, uma profusão de modelos de motos de baixa cilindrada, próprias para o trânsito das cidades e vendidas a preços acessíveis, foi adotada por um público crescente de jovens que, quase sempre, faz sua estreia no trânsito pilotando esses veículos. Ainda não se tem conhecimento de estudos específicos sobre acidentes com esse segmento, mas especialistas já apontam a inexperiência como possível fator da explosão dos acidentes com veículos de duas rodas.

Ao lado de campanhas de conscientização, é importante que as autoridades de trânsito se esforcem para coibir o excesso de velocidade, que é fator determinante para a ocorrência e também para a gravidade dos acidentes. E, nesse sentido, é fundamental que os radares deixem de ser usados para registrar as placas dianteiras dos veículos, prática que acaba livrando as motos (que só possuem placas traseiras) de uma fiscalização efetiva ("Multas - Radares móveis registram placas dianteiras em 87% dos casos", 29/11/2010, pág. A4). A ameaça de multa por excesso de velocidade não deixa de ser uma forma indutiva e educativa de evitar acidentes, e as motos, esse perigo crescente, não podem ser exceção.

Notícia publicada na edição de 24/02/11 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 3 do caderno A - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.

Publicidade

Publicidade

comments powered by Disqus



cruzeirodosul.inf.br

Desenvolvimento:

Jornal Cruzeiro do Sul - Direitos Reservados

Faça uma assinatura

Por que ".inf.br"?

Os domínios ".inf.br" destinam-se a meios de informação, como rádios, jornais, bibliotecas, etc.

Acessar a versão móvel