Jornal Cruzeiro do Sul


01/09/14 | Sorocaba SP

Materia

  • Imprimir
  • Enviar
| TRAGÉDIA NA RAPOSO TAVARES

Motorista embriagado atropela 12 jovens no acostamento da Raposo e mata seis

Vítimas saíam de rave, realizada em chácara, e caminhavam em direção ao ponto de ônibus

Marcelo Roma
marcelo.roma@jcruzeiro.com.br

Seis jovens que tinham saído de uma rave morreram atropelados no quilômetro 107,9 da rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Sorocaba, próximo ao motel Egytus. Outros seis ficaram feridos. O atropelamento aconteceu às 6h deste domingo, na pista interior-capital. O comerciante Fábio Hiroshi Hattori, 27 anos, dirigia a picape Saveiro embriagado e teria dormido no volante. Ele voltava de Itapetininga e foi preso em flagrante por homicídio e tentativa, dolosos, além de embriaguez ao volante.

Os seis jovens que morreram são Leo Wagner Ribeiro das Neves, 19 anos; Giovanni Cartezano Inocêncio, 17; Guilherme dos Santos Modesto, 18; Amanda Oliveira Alquati, 17; Lucas Alexandre Vieira; 20; e Evelyn Caroline Fernandes de Matos, 15. Foram feridos Iven Matheus Silva, 16; Jonatas Carvalho dos Santos, 18; Alan Resende Oliveira, 17; Thais Marins Ferreira, 16; Nicolas Wilian de Souza, 16; e Felipe Gustap Monteiro Trindade, 23.

A informação passada pela Secretaria Estadual de Saúde à reportagem, na tarde deste domingo, era que Jonatas, Thais e Alan estavam em observação, portanto não corriam risco de morte. Iven, Nicolas e Felipe permaneciam internados em estado grave. Leo, Giovanni, Guilherme, Amanda e Lucas morreram no local. Evelyn foi socorrida e morreu no Hospital Regional, à tarde. Amanda era namorada de Iven.

O representante comercial Cleiton Rodrigo pilotava uma motocicleta cerca de 300 metros atrás da Saveiro e viu o atropelamento. Ele contou à reportagem, na tarde deste domingo, que o motorista perdeu a direção e foi para a direita, atingindo várias pessoas que andavam pelo acostamento. Cleiton disse que a Saveiro voltou para a pista e depois foi novamente para o acostamento, atropelando mais gente.

De acordo com Cleiton, entre 20 e 30 jovens caminhavam pelo acostamento, em direção a um ponto de ônibus. O choque do veículo prensou as vítimas contra a defensa metálica lateral. Mais de dez ficaram caídos no asfalto, com fraturas e ferimentos diversos. Segundo o representante comercial, Fábio disse que havia bebido e dormido na direção. "A primeira coisa que ele disse foi "o que aconteceu?". Respondi que ele havia atropelado várias pessoas. Então colocou as mãos na cabeça e começou a chorar", contou Cleiton.

O representante comercial acredita que o comerciante pretendia fugir do local do acidente. "Ele tentou ligar o carro, mas o motor não pegou". O socorro foi rápido, em menos de dez minutos, de acordo com Cleiton. Alguns motoristas que passavam pela rodovia também pararam para ajudar. Equipes do Resgate, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da concessionária Viaoeste socorreram as vítimas. Todos os sobreviventes foram levados para o Hospital Regional.

Os corpos dos cinco jovens que morreram na rodovia tiveram que ser deixados na mesma posição, para o trabalho de peritos da Polícia Científica. A pista interior-capital da Raposo Tavares foi interditada parcialmente por cerca de uma hora e meia. Policiais rodoviários submeteram o comerciante ao exame do bafômetro, que deu positivo para embriaguez. A taxa apurada foi de 0,63 miligrama de álcool por litro de ar dos pulmões. Aos policiais, Fábio teria dito que desviou de duas pessoas que atravessavam a rodovia e perdeu o controle do veículo, mas essa informação não consta do histórico do boletim de ocorrência.

O delegado Pedro Dalboni, da delegacia do plantão sul, autuou Fábio em flagrante por homicídio e tentativa dolosos, além de embriaguez ao volante. Ele foi preso, sem direito à fiança, e levado no domingo mesmo para a cadeia de São Roque. Nesta segunda-feira deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba. A reportagem tentou falar com o advogado de Fábio, na noite do domingo, mas não conseguiu contato.
 

 

Matérias Relacionadas
Advogado deve pedir hoje revogação da prisão preventiva de Fábio Hattori
Acusado pelo acidente permanece em silêncio
Seccional promete fazer investigação minuciosa
Pai não culpa condutor pela morte de seu filho
Advogado de Hattori pede habeas corpus
Festa rave não tinha alvará da Prefeitura
Sorocaba decreta luto por morte de jovens em acidente
Sobreviventes de atropelamento seguem sob cuidados médicos
Justiça nega pedido de liberdade a Fábio Hattori
Pedido para revogar prisão será apreciado na 2ª feira
Protesto fecha trecho da Raposo Tavares
Hattori é levado para Tremembé
Transferência de Hattori foi por questão de segurança
Fim de semana tem três festas fechadas por falta de alvará
Justiça nega liberdade para Fábio Hattori
Inquérito culpa Hattori pela morte de 6 jovens
Justiça decreta a liberdade provisória de Fábio Hattori
Motorista que matou seis jovens sai da prisão
Sobreviventes lamentam a falta de penas mais rígidas no País
Sobrevivente se diz aliviada, mas triste
Sobreviventes apresentam melhora do quadro clínico
Familiares de vítimas tentavam entender dimensão da tragédia
Jovem classifica acidente como uma cena de horror
Comoção marca despedida de jovens mortos
Pontos de ônibus nas marginais e na pista expressa da Raposo têm situações distintas
Hemonúcleo recebe mil doadores de sangue
A dor da perda
Manifestantes fazem novo protesto na Raposo
Especialistas divergem sobre desqualificação de homicídio
A morte e sua moldura

Publicidade

Publicidade

comments powered by Disqus



cruzeirodosul.inf.br

Desenvolvimento:

Jornal Cruzeiro do Sul - Direitos Reservados

Faça uma assinatura

Por que ".inf.br"?

Os domínios ".inf.br" destinam-se a meios de informação, como rádios, jornais, bibliotecas, etc.

Acessar a versão móvel